Mundo

Quinze horas depois, incêndio na Notre-Dame está extinto

O incêndio deflagrou esta segunda-feira e devastou grande parte da catedral, mas a estrutura e as duas torres principais estão a salvo — ainda que o pináculo da catedral tenha desabado. Desconhecem-se as causas do fogo, mas foi aberto um inquérito.

La République em Marche suspende acções de campanha para as eleições europeias

“Vivemos um momento de tristeza profunda. A lista Renaisance [do partido La République en Marche] junta-se naturalmente a esse momento de união nacional. Suspendemos todas as acções de campanha até nova ordem”, escreveu Nathalie Loiseau, cabeça de lista do partido La République en Marche, no Twitter.

As eleições europeias estão marcadas para o próximo dia 26 de Maio.

Vitrais e órgão ficaram a salvo

Os vitrais das rosáceas mais antigas estão a salvo e o órgão não ficou queimado – mas pode ter sido danificado pela água, avança a BFMTV.

“Do que consigo ver, os vitrais não foram afectados, as três belas rosáceas que datam dos séculos XII e XIII ainda lá estão”, afirma o porta-voz da Catedral, André Finot. Apenas os vitrais mais recentes, do século XIX, “muito menos importantes”, parecem ter sido danificados, acrescenta.

“O órgão não foi queimado de todo. Pode ter sofrido alguns danos por causa da forte pressão da água”, continua André Finot.

O combate às chamas visto de cima

Foto
DR

Os bombeiros de Paris partilharam uma fotografia no Facebook em que se vê o combate às chamas a ser feito de cima – com jactos de água a serem lançados das laterais da catedral – e as labaredas a consumirem a Notre-Dame.

Paris acorda com uma ferida a céu aberto na Notre-Dame

Durante a noite, dezenas de pessoas ficaram pelas ruas, enquanto os bombeiros lutavam contra o que restava das chamas. Agora, na manhã desta terça-feira, Paris acorda com a catedral ferida pelas labaredas, uma chaga a céu aberto no coração da capital francesa. Veja as primeiras imagens da manhã.

Momento-chave

“O fogo está extinto”, dizem bombeiros

Foto
Reuters/YVES HERMAN

O porta-voz dos bombeiros da capital francesa, Gabriel Plus, disse na manhã desta terça-feira que todo o fogo “está extinto”. Citado pelo jornal Le Monde, o tenente refere que as equipas de bombeiros continuarão “mobilizadas” durante a fase de rescaldo e enquanto se verifica a estabilidade das estruturas, procedendo-se também à retirada das obras de valor que ainda se encontram lá dentro (e que podem ser salvas). “Esta fase vai durar todo o dia”, diz Plus. No local, em torno da catedral, permanecem cerca de 100 bombeiros.

Bernard Arnault doou 200 milhões de euros

Bernard Arnault, do grupo LVMH (detentor da marca de luxo Louis Vuitton), ofereceu 200 milhões de euros para a reconstrução de Notre-Dame, à qual chamou, em comunicado, “um símbolo de França, da sua herança e da sua unidade”.

Antes, o mecenas francês e dono do grupo Kering (conglomerado de marcas de luxo como Gucci, Yves Saint Laurent e Balenciaga, entre outras), François Pinault, já tinha tornado conhecida a sua doação de 100 milhões de euros.

Papa Francisco reage ao incêndio e diz estar “próximo de França”

“O Papa está próximo de França, reza por todos os católicos franceses e pela população parisiense que está em choque com o terrível incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame. O Papa tem um lugar garantido nas suas orações para todos aqueles que se esforçaram para combater esta situação dramática”, escreveu no Twitter o director do gabinete de comunicação do Papa, Alessadro Gisotti.

Três feridos em nove horas de combate às chamas

Há três feridos a contabilizar: dois polícias e um bombeiro. Ao contrário do que tinha sido inicialmente avançado, não há feridos graves.

Mostrar mais

Artigos relacionados