Economia

Governo tem como prioridade afastar Joe Berardo de Fundação

Seja através da extinção ou alteração do Conselho de Administração, Ministério da Cultura tem plano para retirar o empresário da sua Coleção Berardo.

Depois da atuação de agentes de execução no Museu Coleção Berardo, em Lisboa, esta quarta-feira, o próximo passo do Governo passa pela alteração ou extinção do Conselho de Administração da Fundação de Arte Moderna e Contemporânea – Coleção Berardo. Ao Expresso, fonte do gabinete da ministra da Cultura, Graça Fonseca, indica que “será o Estado a ponderar com os credores quais os trâmites a seguir”.

Com um processo “aos bocadinhos”, o primeiro passo é afastar o empresário do conselho de administração, o que tornará mais fácil o término do contrato em que são cedidas ao Estado as 862 obras de arte da Coleção Berardo, o que levará à sua extinção. No entanto, fonte da Fundação Coleção Berardo acrescenta ao semanário que não estará em causa o museu.

“O público não será privado de nada, muito menos da fruição do acervo. Haverá programação como até agora e mesmo as obras, de acordo com os regulamentos das políticas de empréstimo, poderão continuar a valorizar-se noutras exposições” salienta a fonte ao Expresso, acrescentando que a autorização para a sua saída passa, no entanto, pelo Ministério Público.

Na segunda-feira, o jornal Público avançou que foi decretado o arresto da coleção Berardo, na sequência de uma providência cautelar interposta pela Caixa Geral de Depósitos (CGD), o BCP e o Novo Banco, credores da coleção de arte moderna de José Berardo, conhecido como Joe Berardo.

Entretanto, o Ministério da Cultura confirmou à Lusa a veracidade da notícia do Público, ou seja, a existência de uma sentença naquele sentido.

O arresto de parte da Quinta Monte Palace Tropical Garden, na sequência de uma providência cautelar movida pela CGD, e de duas casas em Lisboa, também propriedade do empresário, são os outros dois arrestos, noticiados pela comunicação social, a que a assessoria de Berardo se refere.

 

FONTE DIOGO CAMILO SABADO.PT

FOTO SABADO.PT

Fonte
SABADO.PT
Mostrar mais

Artigos relacionados